Um blog dedicado a tudo o que tenha a ver com maquilhagem. Videos de maquilhagem, dicas de beleza, sugestões e muito mais....
28.9.10

 

Batons, bases e eyeliners são alvos perfeitos para existência de germes. Ultrapassar o prazo de utilização e partilhar maquilhagem constituem perigos para a saúde.

Não só os cosméticos fora do prazo representam um risco para a saúde, podendo causar infecção ou irritação, mas há outras práticas perigosas. Como a partilha de maquilhagem ou a utilização de um mesmo produto para diversos fins. Nesses casos, não só aumenta a probabilidade de infecção, como o perigo de transmissão de germes entre os olhos, os lábios e a pele é muito superior.

Seis em cada dez mulheres admitem partilhar maquilhagem com as amigas ou família. Cerca de sete em dez apenas substituem a maquilhagem quando acaba, independentemente do seu prazo. Mais de 70 por cento das mulheres nunca lava as esponjas e pincéis, embora seja aconselhado lavá-los semanalmente. Mais ainda: cerca de oito em cada dez mulheres admitiram que, uma vez por semana, não removem a maquilhagem antes de dormir.

Estas conclusões surgem na sequência de um estudo realizado no Reino Unido, a 1000 mulheres entre os 18 e os 70 anos. Infecção e irritação são algumas das consequências da má utilização da maquilhagem.

 

"O custo é provavelmente o principal factor que explica a razão pela qual as pessoas não substituem os cosméticos fora de prazo", disse ao Telegraph Bevis Man, da British Skin Foundation.

 

 
 
 
Prazos recomendados para utilização de cosméticos:

 

Máscaras faciais: 4-6 meses
Anti-olheiras: 6-12 meses
Base líquida: 12 meses
Sombra/blush: 18-24 meses
Lápis para sobrancelhas: 18 meses
Blush em creme: 12 meses
Bronzeador líquido: 12 meses
Bronzeador em pó: 30 meses
Baton/gloss: 12-24 meses
Lápis/eyeliner: 18 meses
Perfume: 36 meses
Creme para as mãos: 12-24 meses

 

 


Dias cinzentos, frio e chuva, não estranha que a chegada do Inverno apele à subida da temperatura da água do banho para compensar o desconforto da estação. Todavia, convém ter em atenção que a água demasiado quente remove a gordura natural do couro cabeludo e cabelos, deixando-os mais expostos às agressões externas e ressecados. Opte assim por temperaturas mornas e redobre os cuidados com a hidratação, o que não significa abusar do condicionador, a usar na quantidade recomendada e nas pontas.

 

Evite sair de casa de cabelo molhado, especialmente nas alturas em que o frio mais se faz sentir; os riscos de quebra aumentam muito.

 

Proteja o cabelo - depois de seco - com uma écharpe, lenço ou chapéu, deixando-o "respirar". Caso contrário, poderá dar azo a um aumento da actividade das glândulas sebáceas e consequentemente a uma maior oleosidade.

 

Para aplicar  bem o champô, comece por molhar o cabelo das raízes para as pontas. Deite uma noz de champô na mão, emulsionando depois com um pouco de água até obter uma musse generosa e espalhe pelo cabelo.

O segredo de uma boa lavagem reside na repartição do champô, que deve ser heterogénea.

 

link do post Princezinha, às 12:46  comentar

Úteis
Contador

Para consultar...
Links
arquivos
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D